Introdução ao pensamento de Imre Lakatos e Thomas Kuhn

Autores

Bortolo Valle
Paulo Eduardo de Oliveira

Sinopse

Se entendemos por revoluções científicas os acontecimentos de grande amplitude que renovam profundamente os conhecimentos e os questionamentos científicos, sua existência parece certa. Se formulamos a questão “O processo pelo qual o modelo heliocêntrico se impôs ao mundo científico foi revolucionário?”, essa pergunta parece não ter muitas alternativas, e a resposta é “Sim”. Revolucionária foi a vitória da teoria newtoniana da gravidade, revolucionária foi a teoria eletromagnética da luz, revolucionárias
foram, no século XX, as transformações das físicas relativista e quântica, bem como o nascimento da biologia molecular. Se perguntarmos, no entanto, o que quer dizer exatamente revolução científica e de que espécie são as transformações que o termo designa, perceberemos que seu significado não é tão claro como à primeira vista pode parecer.

Capa para Introdução ao pensamento de Imre Lakatos e Thomas Kuhn